quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Chuva


Purifica a alma,
cai sobre tudo,
abafa.

Memories in the empire, decidiu sair da sua rotina e adentrar em um novo. Em um novo ambiente e distração com boas escolhas de registrar lembranças. Aposto que aconteceram momentos marcantes em dias ou noites de chuvas em suas vidas, se sua resposta for não, estaria mentindo, a não ser que você seja ainda um bebê?! Não, não, digo, digo que os senhores ainda não cresceram, está claro? Bem, em minhas lembranças as noites de chuvas principalmente não foram as melhores, porém as que fora melhores acobertam as lembranças ruins que eu tive, mas faz parte, fazer o que. A chuva para mim tem vários significados, ela não é somente um fenômeno natural, ela faz parte de nossas vidas. É engraçado que a chuva é uns dos principais motivos das pessoas darem desculpas (se não for a principal desculpa), coitada da chuva, ela leva culpa por sua existência. Mas como existem pessoas do bem, o usufrui da chuva com um bem estar, um bom abafamento, um abaixamento de poeira, uma purificação, e eu acredito nisso, sério mesmo, acho que a chuva é feita para lavar as ruas que corrói dentro de nós. Acredito também, que a chuva tem sentimentos, percebemos que ela tem os temperamentos de estar calma e forte ou os piores como tempestade, ventanias, onde a chuva mostra a sua fúria que ela não existe como desculpas nossas (bizarro isso não?). Então, aconselhamos em tomar um bom banho de chuva, porque não é todos os dias que chove e lembre-se que sua alma está sendo limpa por Deus, mesmo que os senhores não acreditam nele, sentiram-se mais leves e com a alma limpa e esquecerá dos problemas, seria um tipo de desabafo criativo, sem dor, com alegria, brincadeiras, porque para tomar banho de chuva não precisar ser criança, e esfriado, é apenas uma conseqüência de que você não tomou um bom banho de chuva ou que a chuva que você tomou não era das boas e sim das más. Ah! Não posso me esquecer de lembrar que uma pipoquinha e um filminho daqueles em casa com a família ou amigos, enrolados em cobertas, não é de se jogar fora. Então, aproveite a chuva, porque um dia ela não pode mais existir e os seus momentos bons ficaram sempre em suas lembranças e não mais realidades. Por Rafael Lopes, aquele que gosta de chuva e queria que chovesse em sua cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário